Sou uma observadora nata das pessoas, dos lugares, das coisas do cotidiano... Sorrio, choro, me emociono, me deixo levar pelo mar de sentimentos que a vida tem a oferecer... Às vezes chata, às vezes insuportável, mas, às vezes, uma flor de pessoa, amável e delicada. Sou uma constante inconstante.. Sempre mais do mesmo, mas o mesmo diferente a cada dia... Quando tudo parece perdido, despedaço-me e renovo-me como a natureza para sentir-me novamente forte... Sou menina moleca, mãe dedicada, mulher serena, rebelde sem causa, despida de preconceitos e pré-noções... Sou um misto de várias coisas por aí que fazem de mim, simplesmente, Aline.

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Dos desabafos..

De tanto pensar no outro foi esquecendo-se dele. O coração árduo de sentimentos se recolheu por medo e vergonha, culpando-se por pulsar mais forte. Um sentimento adverso, estupidamente camuflado pela insegurança e pela possibilidade de frustração. Castrado, controlado, domesticado a tal ponto de envenenar-se e tornar-se duro e hostil. Temia pelas consequências desse ato friamente calculado, pensado e repensado. Fosse outro, teria arriscado mais, mas o medroso já está demasiado cansado para aventurar-se em voos tão longínquos. Quem sabe a vida lhe dê uma outra chance, um outro momento, em que ele possa sair da sua zona de conforto e mostrar-se ao mundo, despido até a alma, com coragem e esperanças de dias melhores. Quem sabe uma oportunidade de mergulhar de cabeça no imaginativo mundo dos prazeres, onde as regras sejam feitas para não serem cumpridas (ou talvez nem existam regras mesmo)... o que importa é o viver e o sentir sem censuras e sem pudores. Quem sabe haja uma renovação, uma coragem de mudar e de fazer tudo aquilo que está preso, ávido por libertação. Quem sabe tudo isso junto... Quem sabe...
(Aline Teodosio)


4 comentários:

  1. Obrigado amigo (a). Estou fazendo uma visita ao teu Blog. Meus parabéns pelos teus trabalhos e sucessos. Abraço de Manoel Limoeiro. Recife PE.
    'Feliz “dia das mães”.

    http://grupounidoderodafogo.blogspot.com.br/

    Recife, 10 de maio de 2015.

    ResponderExcluir
  2. É preciso se desfazer das amarras!
    Só então se será livre e feliz!
    Beijão...

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...